Os personagens de Dostoiévski conquistam facilmente a empatia do leitor, por mostrarem de forma transparente a contraditória alma humana. Dessa forma, a sua narrativa habita entre o herói e o anti-herói. Mesmo 200 anos depois do seu nascimento, a obra de Fiódor Dostoiévski ainda é referenciada em diversas áreas do conhecimento. Crime e Castigo (1866), […]

Leia mais

  Após um longo período de pesquisa o Grupo teatral Reminiscências, convida para estreia de seu mais novo espetáculo: CRIANÇAR. A ideia do espetáculo partiu da leitura do conto do autor moçambicano Mia Couto, O Rio das Quatro Luzes, onde ele fala sobre a infância. O texto despertou questionamentos, memórias, provocações à respeito do ato de […]

Leia mais