O momento de escolha de um curso de graduação sempre gera muitas dúvidas. Na área de TI isso se torna ainda mais comum, pois há algumas diferenças entre a graduação de sistemas de informação e a de engenharia da computação. Para você não tomar uma decisão errada para o futuro, nós preparamos esse guia que explicará as diferenças entre os cursos. Veja!

O que o aluno aprende no curso de sistemas de informação?

Essa graduação está relacionada ao estudo do processamento, armazenamento e recuperação de dados dos usuários. O aluno aprende a instalar programas, gerenciar o banco de dados e criar websites.

O que se estuda na engenharia da computação?

Essa área está relacionada ao desenvolvimento de software (programas e aplicativos) e hardware (estrutura física e os componentes do computador). Por isso, o estudante aprende a ter uma visão computacional para propor soluções para as empresas. O profissional passa a ser um engenheiro de sistemas computacionais com capacidade para integrar hardware e software.

Quais são as disciplinas dos cursos?

Uma maneira de compreender melhor a diferença entre as duas graduações é analisar a grade curricular delas. Separamos algumas disciplinas para você ter uma noção de como é o curso. Veja:

Engenharia da computação

  • Algoritmos e lógica de programação;
  • Desenho técnico computacional;
  • Álgebra linear e geometria analítica;
  • Arquitetura de computadores;
  • Banco de dados;
  • Circuitos elétricos;
  • Sistemas operacionais;
  • Engenharia de software.

Sistemas de informação

  • Algoritmos e lógica de programação;
  • Banco de dados;
  • Sistemas operacionais;
  • Programação;
  • Redes de computadores;
  • Gerenciamento da infraestrutura de TI;
  • Gestão de projetos;
  • Inteligência artificial.

Como é o mercado de trabalho para essas áreas?

A cada dia surgem tecnologias no mercado para facilitar o dia a dia das pessoas, organizar as informações e dar mais agilidade ao trabalho. Por isso, as duas áreas estão em expansão e com vagas abertas em diferentes regiões do país.

O profissional formado em engenharia de computação pode atuar em empresas de tecnologia, sistemas embarcados e no planejamento e gestão de projetos. O graduado em sistemas de informação consegue desenvolver e analisar plataformas, avaliar a segurança da infraestrutura de informação e prestar consultoria.

As duas áreas fazem parte das profissões do futuro e devem seguir as mudanças trazidas pela inteligência virtual e a automação. Entre os cargos que devem surgir estão:

  • Detetive de dados;
  • Gerente de desenvolvimento de negócios;
  • Mestre em edge computing;
  • Analista de machine learning.

E qual é a perspectiva salarial para esses profissionais? Tudo depende do setor de atuação e região do país em que a pessoa se encontra. Uma vaga de desenvolvimento de software pode apresentar salários entre R$5.000,00 e R$15.000,00. Já quem atua com gestão da informação consegue obter uma remuneração entre R$3.000,00 e R$9.000,00.

Pronto! Agora você já sabe identificar as diferenças entre os cursos de sistemas de informação e engenharia da computação. Lembre-se também de pesquisar a reputação da universidade, a nota obtida pelo MEC (Ministério da Educação) e a opinião dos atuais e antigos estudantes.

Quer saber um pouco mais sobre as carreiras que estão em alta no mercado? Assine a nossa newsletter e receba dicas exclusivas em seu e-mail!

*Texto Unoesc Chapecó

Deixe seu comentário pelo Facebook