O que é a universidade, se não, o espaço de construção do conhecimento? E, por que não, esse conhecimento gerado ganhar visibilidade, ultrapassando as paredes das salas de aula? Atenta a isso, a partir da necessidade de tecer um link entre o que é produzido intelectualmente pelos acadêmicos e a comunidade, é que a professora da Unoesc Xanxerê, Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset, há 14 anos instiga os alunos a escreverem sobre o que aprendem nos cursos que frequentam. E não fica só nisso, o conteúdo é publicado em diferentes meios de comunicação disseminando saberes. Ficou interessado nessa inciativa?  O blog da Unoesc conversou com a professora. Confira:

Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset, é professora de Língua Portuguesa e começou com o projeto em 2004, depois de refletir sobre sua prática docente no Ensino Superior e perceber que poderia aliar o aprendizado de conteúdo obtido de forma geral pelo acadêmico, com o do componente lecionado por ela que é o de Produção Textual. Desde então já são 225 textos de acadêmicos, de distintos cursos de graduação, publicados em jornais, revistas, blogssites de notícias, nos meios audiovisual e digital, disseminando indagações suscitadas em aula e, por vezes, ousando propor respostas a possíveis anseios humanos.

Para que a atividade ocorra, no início de cada semestre, por meio de dinâmica, a professora identifica o repertório de leitura dos acadêmicos a fim de estabelecer diálogo intertextual com a ementa proposta. Logo, instiga-os à leitura de obras, que por sua vez servem de subsídio para a produção e a partir das leituras propostas, os acadêmicos estabelecem a ponte intelectual com a área do curso que frequentam, no viés que possuem mais afinidade/conhecimento.  Por fim, eles tecem um ensaio – texto dissertativo – em que ancoram argumento da obra lida com o intuito de corroborar a hipótese/ponto de vista levantado. Os melhores textos produzidos, após a seletiva e rigorosa revisão/correção da professora são enviados pelo Setor de Comunicação e Marketing da Unoesc para publicação espontânea nas mídias da região.

— A comunidade aprecia sobremaneira esta atividade: constantemente sou questionada acerca de quando serão publicados novos textos dos alunos ou, ainda, com comentários referendando ou refutando abordagens. Para os acadêmicos, considero importante e significativa esta atividade, haja vista sempre preocupar-me em estabelecer relações de sentido pragmáticas: há a inclusão desta publicação nos currículos dos alunos e alguns até possuem e o incluem na plataforma Lattes. Sem falar dos sorrisos de satisfação de alunos, familiares, colegas e amigos. É muito gratificante! — afirma Rossaly.

E, se o feedeback recebido é motivo de gratidão pelo que gera nos envolvidos e na comunidade, a professora reitera ainda, que também sai ganhando com a atividade.

— Ao analisar nossa praxis, compreendemos, humildemente, que podemos estar contribuindo com a disseminação da importância da Língua Portuguesa e nutrimos entusiasmo pela atividade docente que realizamos. Esta atividade contribui com a qualificação dos acadêmicos e a valorização e o reconhecimento da comunidade acerca dos cursos da Unoesc. Sinto-me realizada ao observar, no (per)curso universitário,  a superação e a qualificação dos discentes — finaliza.

 

Professora Rossaly Beatriz Chioquetta Lorenset

 

Texto produzido e publicado por meio da iniciativa da professora

 

Texto produzido e publicado por meio da iniciativa da professora

Texto produzido e publicado por meio da iniciativa da professora

*Texto com a colaboração Professora Rossaly / Eliza – Marketing Unoesc Xanxerê

Deixe seu comentário pelo Facebook