De acadêmico do curso de Design, a professor e empresário. Essa foi a trajetória do diplomado e pós-graduado em Design pela Unoesc Videira, Junithi  Ueda.

Nascido na cidade de Caçador, onde também atua profissionalmente, ele conta que escolheu Design pela curiosidade que essa área instigava e por ser um curso acessível.

Afirma que o conhecimento, que adquiriu durante o curso, foi o grande motivador para apostar no empreendedorismo, de onde nasceram projetos de criação de empresas como a Maemuki Sushi, que atua no ramo de alimentos com destaque para a culinária japonesa, e a Dose Design do ramo gráfico, edição de imagens e mídia social, empresas já consolidadas no mercado com clientela importante e expressiva.

Nesta entrevista ao Blog da Unoesc, Ueda nos conta como foi sua caminhada, e dá dicas para os acadêmicos da área e para quem pretende, assim como ele, usar o conhecimento adquirido na universidade para empreender e chegar ao sucesso.

Junithi Ueda é diplomado e pós-graduado em Design pela Unoesc Videira

Blog – Como você se sente atuando na profissão que escolheu?

Muito satisfeito. A escolha pelo Design ajudou nas bases e que aprendi muita coisa; principalmente, a desenvolver um olhar mais aguçado sobre os problemas e as situações.

Graças a minha formação, sempre tive uma abordagem diferente com relação a essa visão de mercado, e não me arrependo da profissão que escolhi.

Blog – Qual a metodologia e ramo de atuação das suas empresas?

A Maemuki Sushi foi criada há cerca de cinco anos, tem sede em Caçador e atua basicamente no ramo da gastronomia no segmento de comida oriental.  Somos especialistas no mercado de comida japonesa com atendimento à la carte  no salão, delivery e realização de eventos. Servimos em média 150 refeições diariamente.

Possuo também um aplicativo chamado Melhor Rango, que comercializa comida via internet, além de um projeto on-line, onde repasso orientações para alunos que são donos de restaurantes amadores, a dominarem o negócio e serem empreendedores de sucesso.

Já, a Dose Design é uma agência também sediada em Caçador, que trabalha com design gráfico, edição de imagens e mídia social. Há oito anos no mercado, é uma empresa já consolidada e evoluindo.

Blog – Como você analisa a aceitação de seus produtos?

Tem crescido ao longo do tempo e vem se consolidando. A Dose está num movimento indo ao encontro das grandes empresas da região, com uma carteira de clientes bastante significativas dentre eles, trabalhamos com empresas como Daniela Tombini; Sincol; Rede de Supermercados; Caçador Corretora de Seguros e várias outras.

Blog – Por   que a opção pelo curso de Design da Unoesc Videira?

Escolhi Design porque, na época, eu procurava algo interessante, que atendesse meu anseio e minha curiosidade. A proximidade de Caçador com Videira foi um dos facilitadores. Logo, simpatizei muito com a Unoesc, e apesar de algumas dificuldades que foram sendo superadas, percebi que estava no caminho certo.

Blog – Como o curso influenciou na criação de suas empresas?

Foi o curso de Design da Unoesc que meu a base para entender como se faz para posicionar uma empresa no mercado e como valorizar a sua imagem.

Como a minha primeira empresa foi na área do Design, não tenho dúvida que foi toda influenciada pelo curso. Saí motivado a provar para mim mesmo que poderia viver com o que eu aprendi na universidade. Foi o curso de Design que me impulsionou para montar as empresas.

Blog – Como você descobriu que através do empreendedorismo poderia consolidar suas empresas no mercado? O que impulsionou você a empreender?

Sou empreendedor nato. Sempre fui muito ativo. O Design é a minha primeira paixão, depois a gastronomia com hobby.  Já, no ramo de alimentos, a influência veio da minha mãe que sempre trabalhou nessa área e, por isso, sempre estive envolvido neste meio.

Apostei nesses empreendimentos por gostar e mostrar que isso era possível. Não é por que nossa região é pequena e está no interior do estado, que está fadado a não dar certo. Provei que era possível.

Blog – Que importância teve a Unoesc na sua vida? Influenciou de alguma forma para a tomada de decisão que o levou ao sucesso empresarial?

A Unoesc me deu todo o suporte técnico. Foi onde aprendi a ter gosto para estudar, pesquisar, evoluir. Pude ver que o mundo é bem maior que minha casa e minha cidade. A Unoesc me abriu a visão para isso, possibilitou viagens onde pude conhecer pessoas e lugares, adquiri novos conhecimentos, pensamentos e posicionamentos diferentes dos habituais, e isso influenciou a querer crescer e alcançar o sucesso por meio de muito trabalho e visão empresarial.

Blog – O que você diria para quem está pensando em empreender nesta área do Design?

Estudar muito. É um mercado muito agressivo e que não basta ter somente o conhecimento técnico. É preciso ter visão, curiosidade, querer aprender sempre, estar se atualizando constantemente, além de talento e contatos. Diria que precisa vivenciar e conhecer muita coisa antes de começar a atuar. Olhar o mundo e analisar as possibilidades, antes de iniciar um projeto novo, ajuda muito.

Blog – E para o acadêmico, que está iniciando o curso de Design, qual a mensagem?

Para levar a sério o que a universidade ensina e ir atrás de outras concepções também. O curso não dá somente a base para trabalhar na área; o olhar crítico e analítico que se aprende na Universidade serve como desenvolvimento pessoal e permite atuação e desenvolvimento em vários setores da economia.   Aproveite ao máximo, essa base, essa forma de pensar que o curso ensina. Isso pode fazer muita diferença na profissão e para toda a vida.

Blog – Vale a pena empreender atualmente no Brasil, com tantas dificuldades e burocracia, que dificultam a vida de quem quer prosperar?

Tudo depende do ponto de vista. No Brasil, realmente a burocracia dificulta muito. O processo é mais delicado e complicado. Mas quando você tem bons projetos e conhece bem o que pretende fazer, o resultado é compensador. Sempre vale a pena para quem está disposto a lutar, suar a camisa e trabalhar muito. Os resultados aparecem e esteja pronto para desfrutá-los.

Os caminhos para o empreendedorismo

Deixe seu comentário pelo Facebook