A biotecnologia industrial é a evolução contemporânea de uma técnica milenar, o uso de microrganismos para modificar substâncias, criar e melhorar produtos. Esse é um método antigo, mas que incorporou inovações científicas e tecnológicas para revolucionar os diversos ramos da indústria e da economia.

Nesse post, você entende o que é biotecnologia e conhece a graduação em Biotecnologia Industrial. Saiba mais sobre essa área de estudo, sua aplicabilidade prática e como funciona a formação no ramo. Confira!

O que é biotecnologia?

Para explicar o que é biotecnologia, podemos voltar 6.000 anos atrás, na Civilização Babilônica, onde pães e vinhos já eram produzidos com essas técnicas. Trata-se do uso de organismos vivos para modificar ou produzir novas substâncias e produtos.

As técnicas mais antigas incluem o uso de fungos e bactérias no processo de fermentação que ainda são utilizadas na indústria alimentícia e farmacêutica. A biotecnologia, no entanto, evoluiu muito e hoje é aplicada na área da saúde, energia e meio ambiente.

E a Biotecnologia Industrial?

A biotecnologia industrial é a expansão da biotecnologia aplicada nas mais diversas indústrias. Inclui o uso de organismos na produção em massa e aprimoramento de produtos como alimentos, fármacos, cosméticos, biocombustíveis, papel, celulose, têxteis, ração animal, entre outros.

Atualmente, fala-se em uma bioeconomia, pois essas técnicas podem revolucionar a forma como a indústria produz, a qualidade e o rendimento da produção. O maior exemplo são os biocombustíveis, fontes energéticas renováveis, menos poluentes, mais baratas, sustentáveis e de amplo consumo.

Como funciona a graduação de Biotecnologia Industrial?

A economia brasileira é pioneira no uso dessas técnicas, levando a Biotecnologia Industrial à faculdade. O curso dá acesso a nichos de atuação que demandam profissionais especializados e oferecem remunerações condizentes com esse nível de exigência técnica.

Nas melhores universidades de Biotecnologia Industrial, o curso é orientado para quem tem interesse tanto nas Ciências Biológicas quanto nas Exatas. Afinal, a matriz curricular dessa formação mescla bem as duas áreas. O aluno aprende sobre Biologia Celular, Botânica, Microbiologia e Química Orgânica. Assim como Cálculo, Física e Química Analítica.

Tendo essas bases estabelecidas nos primeiros períodos do curso, o estudante aprende de forma prática a aplicar esses conhecimentos aos Processos Industriais. A formação inclui, ainda, noções de Administração e Desenvolvimento de Produtos para favorecer o perfil gerencial do formando.

Onde cursar Biotecnologia Industrial?

A Unoesc pois possui diferenciais exclusivos a formação. Entre eles, o fato de ter sido uma das pioneiras na oferta de um curso na área, o único em Santa Catarina. São as atividades práticas, no entanto, que garantem sua alta qualidade técnica.

A graduação em Biotecnologia Industrial da Unoesc incentiva o desenvolvimento de pesquisas na área desde a graduação. Essas práticas estão apoiadas em uma infraestrutura completa. O aluno tem acesso a laboratórios de Microscopia, Análise e Biotecnologia, além de um amplo acervo para consulta.

A Biotecnologia Industrial evolui como a área de estudo que mescla Ciências Biológicas e Exatas na produção inteligente. A Unoesc está a par dessas inovações e encontra-se entre as melhores universidades de Biotecnologia Industrial do Brasil, garantindo oportunidades únicas aos formandos do curso.

Que tal dividir essa novidade com seus amigos? Compartilhe o post nas suas redes sociais!

 

Deixe seu comentário pelo Facebook