Você pensa em fazer uma graduação, mas não tem muito tempo para frequentar aulas presenciais todos os dias? Muitas vezes, é possível mesclar entre o estudo em casa e na universidade.

Essa é uma nova modalidade de ensino que proporciona mais flexibilidade aos estudantes, sem deixar de ter qualidade. Ela une as estratégias aplicadas em sala de aula com as ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado.

Ficou curioso para entender mais sobre este assunto? É só continuar a leitura!

Importância de mesclar o estudo em casa e na universidade

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Educação (MEC), em parceria com a Organização dos Estados Interamericanos (OEI) e Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), identificou que 60% dos jovens brasileiros conciliam estudo com trabalho.

Essa realidade, muitas vezes, dificulta a realização de um curso de graduação 100% presencial. Afinal, ele demanda disponibilidade de tempo e dinheiro para o deslocamento do trabalho até a faculdade.

Mesclar o estudo em casa e na universidade é uma maneira de obter os benefícios de uma graduação presencial, sem precisar frequentar as aulas todos os dias.

Metodologia alia sala de aula e conteúdo online

O curso híbrido leva ao jovem a prática da sala de aula, a troca de ideias com os professores e outros colegas e o desenvolvimento de projetos durante as atividades presenciais.

Já nas disciplinas com aulas a distância, o aluno pode acompanhar a explicação do professor em qualquer lugar com acesso à internet. Isso facilita muito a rotina de estudos, sem prejudicar a qualidade do aprendizado.

Afinal, o conteúdo é o mesmo que seria apresentado em sala de aula e o professor tem experiência didática e profissional. A vantagem dessa metodologia é que o estudante passa a ter mais controle sobre o seu processo de aprendizagem. Ele tem autonomia para tomar decisões e utilizar ferramentas online para a construção do próprio conhecimento.

Essa é uma tendência no mercado educacional, que buscou se adaptar melhor à realidade dos jovens brasileiros. Ela reúne o lado bom dos dois mundos ao proporcionar diferentes formas de aprender.

Como surgiu essa prática pedagógica

A metodologia, conhecida como blended learning, já foi aplicada no estado da Califórnia (Estados Unidos) há mais de 10 anos. Ela surgiu da necessidade de oferecer um ensino de qualidade nas escolas públicas, sem perder a eficácia da experiência dos alunos e dos professores.

A ideia partiu de John Danner e Preston Smith, que perceberam como a tecnologia já estava mudando outros setores do mercado. Eles tinham a intenção de inovar e incluir ferramentas no processo educacional.

A proposta é fugir do modelo tradicional de sala de aula. Para isso, o professor precisa estar mais atento às necessidades dos estudantes e do mercado para levar assuntos atualizados aos alunos.

Há ainda o estímulo para o estudante indagar, apresentar experiências e pensar sobre o mundo ao redor. Ele não se torna apenas um ouvinte, mas um ser ativo no processo de construção do conhecimento.

Você já deve ter percebido que essa é uma metodologia mais dinâmica para aprender, não é mesmo? Aliar o estudo em casa e na universidade é uma maneira de aproveitar os benefícios das atividades em grupo e das ferramentas digitais.

Quer entender mais sobre o ambiente universitário e o mercado profissional? Então, aproveite a visita ao nosso blog e conheça as profissões do futuro!

*com a colaboração Unoesc Chapecó

Deixe seu comentário pelo Facebook