Pode-se dizer que a Enfermagem é uma das profissões que mais acompanha as mudanças na sociedade. A área vem se especializando para atender às demandas provocadas principalmente pelo aumento da expectativa de vida dos brasileiros e pelos avanços na Medicina. Por isso, um enfermeiro formado tem disponível muitas possibilidades de atuação, o que reflete no salário em enfermagem.

Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre o mercado de trabalho do enfermeiro. Vai saber mais sobre a remuneração média e as vagas de emprego ofertadas, que podem ser no atendimento direto a pacientes ou na gestão de instituições.

Mercado de trabalho

Assim como os demais profissionais da saúde, os enfermeiros lidam com altíssimos níveis de responsabilidade e ética. Afinal de contas, eles trabalham com a vida de seus clientes-pacientes. Fazem parte de sua rotina profissional cuidar da promoção da saúde, garantir a recuperação de pacientes e a prevenção de doenças.

Dependendo de sua especialização, um enfermeiro pode coordenar e treinar equipes de técnicos e auxiliares de enfermagem no atendimento a pacientes e participar do planejamento e da avaliação de programas de saúde. São postos de trabalhos disponíveis tanto na área privada quanto na pública. Em ambos os setores, os salários em enfermagem são bastante atrativos!

As frentes de trabalho vão desde o home care, com o atendimento domiciliar, até a ocupação de offshore, aqueles trabalhadores que atuam em navios e plataformas de petróleo, passando pela dedicação em unidades básicas de saúde.

Em hospitais e clínicas públicas e privadas, além da Enfermagem geral, há especializações em diversas áreas, como obstetrícia, pediatria e psiquiatria. É possível, ainda, torna-se apto para o atendimento em centros cirúrgicos, UTIs e unidades móveis de resgate.

Entidades de classe e média salarial

Associadas à enfermagem existem três tipos de entidades, com atuações distintas e complementares. Os conselhos têm a responsabilidade de normatizar e fiscalizar o exercício da profissão em seus vários níveis. Os sindicatos cuidam da melhoria salarial e das condições de trabalho da categoria. Já a associação atua na promoção de assuntos ligados às políticas de saúde, educação, ciência, inovação e tecnologia.

Embora não exista um piso nacional, agências de emprego fazem pesquisa sobre o salário em enfermagem. O levantamento da Catho, por exemplo, indica que a média salarial dos enfermeiros é de R$ 3.092,89. Já o portal Salario.com.br aponta que um enfermeiro recebe o equivalente a R$ 3.362,68. Vale lembrar que o salário em enfermagem varia de acordo com o local de atuação e a especialização do profissional.

Cursos de enfermagem

Existem duas modalidades de formação em Enfermagem: o técnico e a graduação. A graduação é a única que habilita o profissional a executar fundamentos de enfermagem de alta complexidade. Por isso, o curso superior de Enfermagem tem duração de cinco anos, enquanto que o técnico dura 2 anos. O nível de especialização, mestrado e doutorado garantem bons salários aos enfermeiros formados.

Durante o curso de Enfermagem, há uma grande concentração de aulas práticas e a exigência do estágio supervisionado. Na graduação e no mercado, os enfermeiros atuam em equipes de saúde multidisciplinares formadas por nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, médicos, dentre outras especialidades.

A Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc) oferece o curso de Enfermagem e forma profissionais capacitados para atuarem em instituições de saúde públicas e privadas. Na página do curso é possível saber mais. Confira!

Deixe seu comentário pelo Facebook