Já falamos aqui sobre o trabalho que a Secretaria de Assistência Social de Joaçaba desenvolve e como eles estão agindo para auxliar a população que necessita de apoio em meio à pandemia do Novo Coronavírus. Mas além deste serviço oficial, algumas pessoas dedicam um tempo de suas vidas para ajudar a tornar o mundo menos injusto.

Com este espírito, há dois anos, a jornalista Aline Andres, o produtor audiovisual Alex Morais e a contadora Aline Brito decidiram fazer mais pelos outros. Entre todos os assuntos que poderiam atuar, resolveram levar um sorriso para as crianças carentes de Joaçaba e Herval do Oeste. Estava nascendo a Organização Não Governamental (ONG) Dindos do Bem. De lá para cá foram vários eventos festivos e recreativos: Natal, Pascoa, Dia das Crianças, Festa junina. Sempre em comunidades carentes. Aline conta que não se limitaram a isso:

As fotos estão borradas porque a legislação protege as pessoas em situação de vulnerabilidade e assim pede que se faça.

 

 

 

“Na metade do ano passado começamos um outro projeto que era a busca de regularização dos terrenos da Cachoeirinha. Encontramos lá famílias sem água e luz. Era uma localidade aonde íamos, fazíamos ações e as crianças tinham dificuldade de sorrir. Vimos que poderíamos tentar melhorar a vida destas pessoas e fomos atrás disso também. “

 

Com este intuito, foram realizadas reuniões com representantes da Prefeitura Municipal de Joaçaba e também com a Promotora de Justiça Márcia Denise Kandler Bittencourt Massaro. Porém, chegou o Novo Coronavirus e as tratativas foram interrompidas em meio à pandemia.  Mesmo assim, parte da conquista veio com a instalação de três pontos de água potável na comunidade, o que significa tornar mais digna a vida de 28 famílias.

Ainda outras duas ações estavam sendo planejadas e precisarão aguardar mais um pouco para acontecerem. Porém, os Dindos do Bem, embora estejam recolhidos às suas casas, cumprindo o que recomenda a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde e o Governo do Estado de Santa Catarina, continuam agindo em prol destas comunidades. Apenas se adaptaram à nova realidade:

 

 

 

“Olha já fizemos muitos atendimentos. Doamos mais de 600 máscaras, mais de 70 cestas básicas, além dos itens de higiene como sabonete, álcool, tudo que se preconiza para os cuidados individuais. A arrecadação e distribuição de roupas de inverno já é uma ação permanente do nosso grupo.”

 

Hoje, a ONG  Dindos do Bem conta com a colaboração de outros 50 voluntários e acaba de eleger a sua segunda diretoria – de forma on-line, já que estão todos em casa. A partir de agora, Aline cede o cargo de presidente para a advogada Joseane Maria Hinckel, que será secretariada por Eliane Aparecida Ceron e ainda conta com o auxílio da tesoureira Pamela Roque.

Para os interessados em colaborar ou orna-se voluntário, contato com a Aline Andres (49 8435-6191) ou com a presidente Joseane (47 8804-4703). Os dois números de WhatsApp. Conheça as ações da ONG Dindos do Bem através das redes sociais Instagram e Facebook.

 

Deixe seu comentário pelo Facebook