Na última publicação, conversamos com os professores da Unoesc Joaçaba para saber como estavam sendo as suas aulas durante o período de isolamento e as mudanças nas suas rotinas e percepções sobre o ensino. Então resolvemos ir atrás dos alunos e ver o que eles estão fazendo. Encontramos um grupo de acadêmicos  do curso de Psicologia da Unoesc Joaçabaque está transformando o novo modo  de viver e de aprender em atitudes: Ana Caroline Andrioni (18 anos), Aline Possato (19 anos), Charlise de Souza de Vargas (19 anos), Julia Lamb Vier (20 anos), da terceira fase; Gabriela Ungericht (20 anos), da quinta fase; Eduarda Chiamolera Schimit (19 anos) e Kauane Eduarda Pereira da Silva (20 anos),  da sétima fase e Filipe Campagnolo (31 anos), da nona fase. |Todos eles integrantes do Centro Acadêmico de Psicologia (CA).

 

No Instagram do CA foram publicados vídeos onde professores e ex-colegas falam sobre manter a saúde mental nesse tempo de isolamento. A sétima fase contribuiu desenvolvendo dicas de atividades para desenvolver em casa durante o período de isolamento social.

Na mesma oágina, são compartilhadas mensagens do Conselho Federal de Psicologia sobre o tema, fornecendo, assim, apoio àqueles que se sentem afetados. Até agora foram gravados onze vídeos e a indicação de outro de uma ex aluna do curso no youtube. Todos disponíveis para aqueles que utilizam a rede social Instagram e têm interesse no assunto. 

 

De acordo com os acadêmicos, os alunos estão repostando os vídeos com comentários positivos, enviando mensagens nos grupos de WhatsApp dizendo que os vídeos estão realmente ajudando e além disso, impulsionam o alcance deles na página.

 

 

“Como membros do Centro Acadêmico, a gente sempre está em contato com os colegas. Hoje estamos presentes em todas as fases e em todos os grupos de whats da graduação de Psicologia em Joaçaba, e mantemos contato recorrente com os professores, conseguindo assim ter feedback de todos”, contam os acadêmicos entrevistados.

 

 

 

 

 

Além da divulgação espontânea, os alunos comentam, durante as aulas, sobre a importância da participação dos professores. Foi assim que obtiveram o apoio da coordenadora do curso, professora Sheila Beatriz Sehnem, que  conversou com os demais professores e outros psicólogos conhecidos na região para que pudessem contribuir. Assim está sendo feito. Através da iniciativa dos alunos do CA.

 

 

  “O trabalho do psicólogo é feito essencialmente em contato com o ser humano, em qualquer área. Desta forma, precisamos estar em contato com ele, e esse momento nos fez pensar como agir e como ajudar as pessoas sem estar em contato direto com elas. O Conselho Federal de Psicologia já regulamentou em situações anteriores a prática da psicologia em meio on-line, mas ainda de forma limitada. A partir dos vídeos conseguimos perceber outras formas de estarmos auxiliando na vida cotidiana de cada um”, comentam os alunos.

 

 

Esta é uma iniciativa adicional. As atividades acadêmicas foram mantida, mesmo que de de forma on-line. Trabalhos, aulas e provas foram mantidos. Com exceção daquelas demandas que dependem de contato social, como estágios, intervenções e decorrentes de palestras.

 

“Nossos professores têm se mostrado participantes e compreensivos com as nossas dificuldades, e têm disponibilizado meios  através no portal de ensino para que possamos tirar nossas dúvidas, além de estarem mais ativos para contatos por email e whats, deixando espaço durante as aulas para conversar, flexibilizando os prazos para  os alunos que têm dificuldades  com o uso da internet”, concluem os membros do CA.

Deixe seu comentário pelo Facebook