Pensamos em falar sobre o Novembro Azul. Mas não queríamos fazer um texto igual ao que você lê em todos os lugares. Queríamos inovar. Foi então que, durante a pesquisa descobrimos uma história bastante interessante. Você já ouviu falar no Movember Challange? Escreve assim mesmo, com a inicial M de Moustache, que em inglês significa Bigode. Juntou-se este símbolo masculino e o mês de Novembro para formar o nome do movimento.

O mês foi escolhido porque o dia 17 de novembro é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, que faz muitas vítimas a cada ano. No Brasil, este é o segundo tipo de câncer com maior incidência, tanto em homens como no computo geral. Em 2019, 15.983 homens perderam a vida para o câncer de próstata e em 2020 registrou-se 65.840 novos casos.

 

Começo

Em novembro de 2003, dois amigos conversavam, em um pub, em Melbourne, na Austrália, quando resolveram fazer uma campanha solidária à saúde masculina. Resolveram então deixar crescer um bigode em seus rostos. O símbolo estava fora de moda na época, mas eles julgaram ser o maior símbolo da masculinidade, por isso deveria ser usado.

Outras pessoas se juntaram a este movimento, que acabou se espalhando pelo mundo. Por isso o M (Moustache/bigode). Os homens que aderem a esta campanha são chamados de Mo Bros e as mulheres que os apoiam são conhecidas como Mo Sistas. Desde então, 4 milhões de bigodudos já aderiram ao movimento, arrecadando 559 milhões de dólares.

 

A campanha

Os homens que aderem a esta campanha deixam seus bigodes crescerem durante o mês de novembro. Desta forma, dão visibilidade à saúde masculina. Promovem a conversação e também buscam levantar fundos vitais para os programas de saúde masculina.

A Moustache Foudation trabalha principalmente com a prevenção/combate ao câncer de próstata, câncer dos testículos e saúde mental/suicídio. De acordo com a organização, mais de 10 milhões de homens no mundo convivem com o câncer de próstata. No final do mês acontece uma grande festa para celebrar as conquistas de novembro.

 

 

 

Brasil

O Movember chegou ao Brasil em 2008, por iniciativa do Instituto Lado a Lado, uma organização que se preocupa na prevenção do câncer e das doenças vasculares masculinas. A partir de 2015, a campanha foi encampada pelo Ministério da Saúde e pelo Instituto do Câncer (INCA), que batizaram a campanha pública de  Novembro Azul.