Semana de Natal, muita gente entrando de férias. Precisaremos ser criativos para curtir este período mais reclusos, nas nossas casas, com o mínimo contato com outras pessoas, em virtude da pandemia do Novo Coronavírus. Já se somam nove meses e ainda não temos controle sobre a doença. Aguardamos ansiosos pela chegada da vacina, que nos possibilitará um retorno ao que vivíamos antes. Ou próximo disso.

Mas nem tudo são espinhos. Livros e filmes nos farão companhia mais do que nunca. Por isso mesmo é que criamos uma seleção de seis histórias que migraram dos livros para a Netflix. Nós aproveitamos para disponibilizar o link tanto a obra quanto a produção para você tê-los à mão. São romances, aventuras policiais e até suspense. Tem histórias para todos os gostos. Divirta-se!

 

 

REBECCA, A MULHER INESQUECÍVEL

O romance de Daphne du Maurier foi publicado originalmente em 1938. Rebecca, a mulher inesquecível conta a história de uma mulher que se casa com um viúvo rico, o britânico Max Winter. porém se vê atormentada pela memória e pela governanta da ex-mulher dele, Rebecca.

A trama rendeu o Oscar de Melhor Filme a Aldred Hitchcock, em 1940. O filme trazia Laurence Olivier e Joan Fontaine como destaques do elenco. Em 2020, a Netflix lançou uma nova versão que decepcionou a crítica, que lhe apontou falhas. De qualquer forma, é um estilo de história que agrada a muitos.

 

 

OS MISTÉRIOS DE ENOLLA HOLMES  

01 – Os Mistérios de Enola Holmes é uma série de romances policiais, da escritora americana Nancy Springer que traz a irmã mais nova do famoso detetive Scherlock Holmes como personagem central. Na ordem de publicação:  O Caso do Marquês Desaparecido (2006); O Caso da Senhorita Canhota (2007); O Caso dos Buquês Bizarros (2008); O Caso do Estranho Leque Rosa (2008); O Caso da Crinolina Misteriosa (2009); O Caso do Adeus Cigano (2010).

Scherlock Holmes é um detetive britânico, criado por Arthur Conan Doyle, em 1887. Até 1927 foram publicados quatro romances e 56 contos com o personagem. Nestes, o detetive tinha apenas o irmão mais velho, Mycroft.

Em 2020, a Netflix lançou o longa-metragem Enolla Holmes, baseado nos livros de Springer. O filme gerou polêmica entre os fiéis leitores das antigas histórias do detetive. Nesta produção, a menina parte para Londres afim de resolver o mistério do sumiço da sua mãe. Lá encontra os irmãos, que são surpreendidos com o seu talento para desvendar mistérios. No elenco, Henry Cavill, Millie Bobby Brown, Sam Claflin e outros.

 

 

365 DNI

Em 2018, a escritora polonesa Blanka Lipinska publica 365 DNI, que logo se transformou em best-seller. O romance erótico narra a história de Laura, que vai passar as férias na Sicilia, com seu namorado, Martin. Mas no dia do seu aniversário é sequestrada por Massimo Toricelli, o chefe da Máfia, um jovem extremamente bonito. Ele dá à sequestrada 365 dias para se apaixonar por ele. A autora ainda escreveu as sequências Ten Dzien (10 dias) e Kolejane 365 DNI (Próximos 365 dias), que mostram os desdobramentos.

O espectador, que já sentia saudades de filmes como 50 Tons de Cinza,  aguardava ansioso a estreia de 365 DNI na Netflix. Porém a trama promoveu debates sobre a romantização da Síndrome de Estocolmo, o machismo, o abuso psicológico e físico, visto que o filme traz cenas longas e explícitas. Michele Morrone e Anna Maria Sieklucka vivem os personagens principais.

 

BOM DIA, VERONICA

Na ficção policial Bom Dia, Verônica, de Andrea Killmore, Verônica Torres é escrivã da Polícia Civil, uma mulher que quer mostrar a sua competência investigativa. Na mesma semana, ela presencia um suicídio dentro do seu local de trabalho e passa a receber ligações de uma mulher desesperada, pedindo que lhe ajude a preservar a sua vida. Só que as investigações acabam por revelar um mundo perverso.

A história narrada no livro foi transformada em Série pela Netflix.  A primeira temporada conta com oito episódios que são capazes de fazer o espectador manter-se no sofá e acompanhá-los em uma única sentada. O elenco conta com atores conhecidos do grande público, como Eduardo Moscovis, Camila Morgado e Antonio Grassi, entre outros.

 

 

 

PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI

A escritora Jenny Han relata a história ficcional de Lara Jean. Eis que um dia a jovem resolve escrever uma carta – muito sincera – para cada amor platônico que teve na vida, relatando o sentimento que se passou. Mas ela não poderia imaginar que as cartas seriam enviadas aos seus destinatários. O desenrolar desta história está em “Para todos os garotos que já amei”, o primeiro livro.

Obviamente ela não tinha a menor ideia de como faria para sair deste impasse. Para isso, ela cria uma relação que era pra ser de mentirinha. Em “P.S.: Ainda amo você”, ela terá que lidar com a seguinte situação: perceber que a relação é real e conviver com a volta de um antigo amor.

Não é difícil imaginar que os dois livros foram levados às telas e é possível serem vistos no Netflix. Para todos os garotos que já amei é dirigido por Susan Johnson e traz no elenco Lana Condor, Noah Centineo, John Corbett e outros. Sobre Todos os garotos: P.S. Ainda amo você, repete o mesmo elenco, desta vez sob a direção de Michael Fimognari.

 

 

NÃO FALE COM ESTRANHOS  

O suspense Não Fale Com Estranhos de Harlan Coben é uma reflexão sobre os dualismos bem e mal, amor e ódio, certo e errado. Ele mostra o que acontece quando um estranho aparece na vida de Adam Price e lhe faz revelações sobre a sua esposa. Com a dúvida, Adam vai investigar e acaba se envolvendo em um universo sombrio.

O suspense rende uma série The Stranger – Não fale com Estranhos, na Netflix. A primeira temporada conta com oito episódios intrigantes. No elenco estão Richard Armitage, Sioban Finneran, Jennifer Saunders e outros.