Dinheiro X Felicidade: o que pesa mais na hora de escolher uma carreira?

Dinheiro X Felicidade: o que pesa mais na hora de escolher uma carreira?

 

Para falar sobre o tema, conversamos com o coordenador do curso de Administração da Unoesc Xanxerê, professor Plinio Antonio Silveira, que faz algumas reflexões:

A felicidade ou o dinheiro é um tema polêmico para ser debatido, divide opiniões no momento de escolher a vocação profissional. O tema gera interrogações: quem é mais feliz? O profissional que faz o que gosta ou o profissional que tem uma boa remuneração?

Nessas questões, as pesquisas demonstram que as pessoas felizes são aquelas que conseguem trabalhar no que gostam e, ao mesmo tempo, ganham dinheiro com o seu trabalho.

O sucesso na escolha profissional envolve diferentes fatores, como mercado de trabalho e intensidade de esforços que cada pessoa dedica para alcançar seus objetivos. O gosto por determinada profissão é importante para a motivação e dedicação ao estudo. A dedicação e o empenho proporcionam oportunidades maiores que a média dos profissionais da mesma área.

Mas cabe alertar que o mercado de trabalho sofre influência de vários fatores externos, o que pode limitar a entrada em determinado momento, mesmo dos profissionais mais capacitados e motivados.

Para fazer uma boa escolha profissional, é importante conhecer quais são os seus interesses e as suas habilidades para desempenhar determinadas atividades.

As pesquisas evoluíram nos últimos anos, mas não encontraram uma fórmula para a felicidade. A felicidade depende de cada pessoa, de seus objetivos, seus sonhos, suas experiências, família, trabalho, entre outros fatores externos.

 

Digital composition of thoughtful woman in straw hat standing in front of chalkboard with question marks