A redação do Enem é considerada um dos maiores desafios do vestibulando. É a parte da prova que mais conta pontos para a nota final no exame. Além disso, é a que mais faz a diferença nas oportunidades disponíveis pelo Enem.

Estudar para o Enem vale a pena, pois possibilita acesso a universidades públicas e particulares, podendo inclusive dispensar o aluno do vestibular. E um critério básico para participar da maioria desses programas é não ter zerado a redação.

Por isso, ela é tão valorizada e temida, mas não há motivo para pânico. É possível fazer uma redação do Enem nota 1000 seguindo algumas dicas básicas que você confere a seguir. Acompanhe!

 

Conheça a estrutura da prova

Como fazer uma boa redação no Enem depende da capacidade do aluno de respeitar as exigências mínimas da prova. Saber o que é avaliado é o primeiro passo para alcançar um bom resultado junto aos avaliadores.

A estrutura do texto é um dos primeiros critérios observados e deve seguir o padrão: introdução, desenvolvimento e conclusão. Esse modelo está presente em todas as redações nota máxima em 2017 que primeiro apresentam o tema. Depois expõe dados e argumentos e finalizam com uma proposta construtiva.

O roteiro ajuda o aluno a manter uma ordem lógica e a clareza das informações, facilitando a elaboração do texto. Além de ser um padrão que não serve apenas para a redação do Enem, mas para outros vestibulares também.

 

Preste atenção na gramática

Outro fator que garante uma redação do Enem nota 1000 é a estrutura gramatical do texto. O aluno deve respeitar a norma culta da escrita, o que inclui a correta grafia de palavras, acentuação e construção de frases.

Esse critério ajuda o aluno a fazer o link entre as partes do texto para que ele se torne um todo coerente. Além de manter a formalidade da linguagem que agrada aos avaliadores. Outra dica de redação é treinar a elaboração de títulos atrativos e originais, algo que poucos alunos fazem e pode ser o seu diferencial.

 

Prepare-se para argumentar

Talvez a exigência mais complexa para ser contemplado com uma boa nota no boletim do Enem é a capacidade de argumentação. Afinal, a redação do exame é uma dissertação. Nesse tipo textual, o aluno deve defender um ponto de vista com base em dados e argumentos que convençam o leitor.

Para escrever uma boa dissertação, portanto, o aluno deve estar munido de informações e ser capaz de refletir sobre elas. Portanto, busque ler fontes que possam lhe fornecer esses dados, como jornais e revistas bem-conceituadas. Também vale estudar Filosofia, já que essa disciplina instiga a reflexão.

Procure ler a redação do Enem de anos anteriores que foram bem avaliadas e textos dissertativos de outras fontes, como as colunas de opinião. Esses são modelos que você pode seguir e com os quais aprender a construir aquela que é a principal e mais difícil parte do texto.

 

Informe-se sobre os temas possíveis

Por fim, você deve informar-se sobre os assuntos de cunho social que estão em alta na mídia. Esse é o perfil do Enem quanto aos possíveis temas da redação e estar atualizado ajuda com diversos critérios da prova.

É conhecendo o tema que você adquire informações para argumentar. Alguns assuntos possuem terminologias específicas e conhecendo seu uso e grafia você cria um diferencial positivo para sua redação do Enem ser bem avaliada. Também, esses temas podem cair na prova de Ciências Sociais e Humanas.

Não há segredo sobre como fazer uma boa redação no Enem. É tudo uma questão de preparação, muita pesquisa e treino. Quem souber incorporar essas práticas no seu cronograma de estudos tem tudo para ter um belo resultado no seu boletim do Enem.

Gostou das dicas? Compartilhe o post nas suas redes sociais!

 

Inscreva-se com a nota do Enem

 

Deixe seu comentário pelo Facebook