Escolher entre o inglês ou espanhol para o Enem? Esta é uma decisão que os candidatos precisam tomar já no momento da inscrição. A cobrança dos conhecimentos em língua estrangeira foi incorporada à prova em 2010.

Mas, você sabe o que considerar na hora de fazer essa escolha? É conveniente o lembrete de que, enquanto as inscrições permanecem abertas, você pode mudar de ideia.

 

O que você deve levar em consideração antes de se decidir?

O principal critério adotado deve ser o conhecimento prévio que você possui sobre um dos dois idiomas. Se você é fluente ou apresenta bons conhecimentos em um deles – ou mesmo nos dois – basta optar por aquele que você tem mais facilidade.

Todavia, o grande dilema é enfrentado pelos estudantes que têm um contato superficial com ambas as línguas. Em função de uma suposta semelhança com o português, muitos acreditam que o espanhol para Enem tende a ser mais fácil, mas essa conclusão pode se revelar precipitada.

É justamente essa equivalência que se converte em uma armadilha para o estudante: especialmente no espanhol, é preciso atenção especial aos chamados falsos cognatos, que também existem na língua inglesa.

Este é o termo utilizado para designar as palavras que são escritas de maneira semelhante em duas línguas, mas cujas definições não são correspondentes. Como um exemplo prático, citamos a palavra “berro”. Em português, ela é sinônimo de grito, mas caso deem um berro a você em solo espanhol, você estará ganhando “agrião”.

A opção pelo Inglês, como se vê, também pode ser uma boa alternativa, já que a disciplina integra o currículo obrigatório do Ensino Fundamental 2 e também do Médio.

 

Como é a prova de inglês ou espanhol para o Enem?

Independente de qual seja a sua opção, os conhecimentos em língua estrangeira são cobrados na prova de Linguagens e Códigos. De um total de 45 questões, cinco são dedicadas a esta disciplina. A estrutura das questões é bastante semelhante à prova de Língua Portuguesa.

Em outras palavras, isso significa que elas adotam como ponto de partida diversos tipos de textos – um trecho de uma música, notícia, poema ou tira em quadrinhos – transcritos em inglês ou espanhol, cujo tema geralmente está relacionado ao cotidiano do estudante.

No entanto, tanto a questão propriamente dita, quanto às alternativas de resposta estão em Português. Aqui, faz-se a ressalva de que a habilidade mais valorizada é, portanto, a capacidade de interpretação de textos, deixando o conhecimento das normas gramaticais em segundo plano.

 

Como se preparar e por que tirar uma boa nota?

A maneira mais eficiente de se preparar para as questões de língua estrangeira, que também servem como um elemento para a sua escolha, é buscar por provas de anos anteriores ou então participar de um simulado de espanhol para o Enem (experimente fazer o de inglês também).

Lembre-se que, muitas faculdades, adotam a nota do exame como alternativa ao processo seletivo tradicional (e todo erro pode diminuir a média final). Mas, para ser dispensado do vestibular, será preciso apresentar o boletim do Enem.

Esperamos que após esta leitura você consiga se decidir entre inglês ou espanhol para o Enem. Compartilhe este post em suas redes sociais para ajudar amigos com a mesma dúvida!

 

Inscreva-se com a nota do Enem

Deixe seu comentário pelo Facebook