Deixar as finanças em dia quando se é universitário nem sempre é fácil. Afinal, estudante costuma ser aquela pessoa que não tem uma renda e, se tem, não costuma ser muito alta.  Paralelo a isso, tem os gastos relacionados ao estudo e que exigem muito jogo de cintura. Por isso, o Blog da Unoesc elaborou algumas dicas simples de como você pode fazer seu dinheiro render mais. Confere aí.

Economize com os materiais

Entre os gastos mais expressivos na Universidade estão os referentes aos livros, xerox e com os materiais específicos para a utilização nas aulas.

No caso dos livros, uma dica é estudar com a ajuda da biblioteca da própria Universidade ou ainda buscar os exemplares em grupos de compra e venda ou sebos. Baixar e-books ou PDFs da internet também poupam dinheiro e são opções práticas na hora de fazer a leitura.

Para os materiais usados nas aulas, além de pesquisar preços e procurar promoções, vale formar grupos de colegas para comprar mais itens em um só pedido e assim pechinchar descontos ou dividir o frete no caso da compra ser feita pela internet.

Transporte

Para os que moram relativamente perto da universidade, o melhor mesmo é aproveitar os dias de tempo bom e ir a pé. A caminhada até lá te fará economizar dinheiro, sem contar, que você acaba se exercitando. Deixe o transporte para os dias frios e chuvosos ou que estiver realmente atrasado.

Agora, se o campus onde você estuda é longe, informe-se!  As empresas de transporte coletivo costumam ter a opção de passes de estudante com valor reduzido. Pesquise por empresas que disponibilizam vans ou micro-ônibus fretados, pois em alguns casos fica mais barato pagar por mês pelo transporte.

Organize-se com a alimentação

Sempre que possível coma em casa, porque pode acabar sendo mais barato. Mas para isso, fique atento às promoções do supermercado. Outra dica é prever que tipo de refeições irá preparar e fazer as compras dos alimentos não perecíveis uma vez por mês. Para não perder muito tempo, e evitar a desculpa de que não tinha nada pronto, você pode cozinhar as refeições em um único dia e congelar.

Agora, se você é aquele estudante que passa o dia inteiro fora de casa, a dica é organizar-se com antecedência e preparar marmitas e lanches para levar. Caso não tenha jeito de fugir da opção da refeição fora de casa pesquise se há alguma cantina que pode lhe dar desconto já que irá comer lá todos dos dias.

Anote suas receitas e gastos

Vale adotar o velho e tradicional caderninho ou até mesmo, ter um dos vários aplicativos que ajudam a organizar suas finanças pelo celular. O importante é não deixar de anotar tudo que você recebe e o que você gasta. Mas é fundamental anotar tudo, mesmo! Desde as despesas fixas com mensalidade (caso não seja bolsista), moradia, transporte, até mesmo o valor gasto em algum passeio, com uma emergência e até mesmo com uma simples guloseima. Fazendo isso, você começa a ter ideia de onde gastou seu dinheiro e fica mais fácil traçar as prioridades de gasto, além de cortar aquilo que é supérfluo.

Lembre-se!

É necessário economizar, mas, isso não significa que é preciso se privar de todos os momentos agradáveis em atividades que envolvem gastos. O ideal é planejar. Marcar com antecedência aquela saída ao final da aula ou no final de semana dá a possibilidade de você se programar para guardar uns trocados. Além disso, uma opção é usar a carteirinha de estudante que possibilita receber desconto e pagar meia-entrada no cinema ou em um show que você goste.

Caso sair ainda fique caro, a opção é reunir os amigos para um encontro em casa mesmo. Dá para comprar os ingredientes para um jantar ou aperitivo dividindo a conta, sem precisar pagar caro por porções ou pratos em lanchonetes ou restaurantes.

Gostou das dicas? Já pratica alguma delas? Deixe nos comentários!

 

Deixe seu comentário pelo Facebook