Existem muitos métodos de estudo para garantir um bom aprendizado e um dos melhores é fazendo simulados. Aprender a partir das provas anteriores do Enem é uma forma de conhecer o conteúdo, o estilo das questões e identificar dificuldades. Além de ser um preparo psicológico para o dia do exame.

Ninguém duvida que o melhor jeito de escrever uma boa redação é praticando, então porque preparar-se para uma prova seria diferente? Treinar a resolução da prova ajuda com a administração do tempo e o controle da ansiedade, dificuldades comuns entre os estudantes que podem ser o seu diferencial.

Entenda melhor como as edições anteriores das provas do Enem podem ajudá-lo a estudar e preparar-se para o exame!

 

O que você aprende com as provas anteriores do Enem

O principal proveito de estudar por simulados é conhecer os assuntos que mais caem no Enem e como eles são cobrados. Assim, você pode adequar seu cronograma de estudos tanto aos temas quanto ao mecanismo de resolução das questões e aproveitar melhor o calendário.

Essa vantagem reflete também no tempo que você gasta em cada exercício, uma carta na manga para o dia da prova. E vale a pena investir em uma preparação mais específica para o Enem, pois a prova abre muitas portas.

Outra vantagem de estudar a partir das provas anteriores do Enem é ter um parâmetro para o seu desempenho. A correção do simulado esclarece quais são as suas dificuldades para saber em qual disciplina se concentrar mais. Além disso, ao longo do ano você consegue acompanhar sua evolução nos estudos.

 

Por que as provas do Enem ajudam no preparo psicológico

Simular a realização de uma prova do Enem ajuda a diminuir a ansiedade e o nervosismo no dia do exame, pois a situação é familiar. A quantidade de questões e o tamanho dos enunciados, por exemplo, não assustam o aluno que já conhece o modelo da prova.

Estudar usando provas anteriores também prepara o aluno para administrar bem o tempo da prova. Assim, o candidato não fica perdido, ele sabe por onde começar, quanto tempo demora em cada questão e consegue manter o controle. Isso evita o nervosismo e o famoso “branco”.

Provas anteriores ainda treinam o aluno para identificar o que mais cai no Enem e como esses conteúdos são abordados, de forma contextualizada e interdisciplinar. Assim, o aluno não se perde ao ler a questão, pois já está acostumado a interagir com as disciplinas dessa forma.

 

Como fazer simulados do Enem

Você pode realizar simulados do Enem on-line ou presencialmente. Nos cursinhos, você encontra um ambiente mais parecido com o que vai encontrar no dia da prova, por isso, é uma opção interessante, mas nada impede que você simule o exame por conta própria.

O mais importante é respeitar os moldes da avaliação, incluindo os horários, restrições e obrigações. Separe um domingo, como é o dia da prova, para fazer seu simulado. Peça colaboração da família para não interromper sua prática, tenha em mãos as provas do Enem impressas e um gabarito para preencher.

Utilize apenas os materiais permitidos no local do exame e respeite os horários estipulados para a realização da prova. Preencha o gabarito como faria no dia também. Depois, corrija o exame e avalie o seu desempenho. Dessa forma, você conseguirá aproveitar ao máximo as provas anteriores do Enem.

O Enem é a porta de entrada para diversos programas que podem levá-lo à faculdade e ao seu futuro. Por isso, é preciso preparar-se da forma certa. Os simulados ajudam você a conhecer a prova, o que mais cai no Enem, como cai e ficar tranquilo para alcançar um bom resultado.

Faça o download do Guia Completo do Enem 2018 e fique craque para a prova!

 

Faça o download gratuito do e-book!

 

Deixe seu comentário pelo Facebook