Você sabe qual curso superior vai escolher ou ainda está em dúvida? O teste vocacional pode ajudar a decidir qual caminho seguir. Confira abaixo a entrevista com o professor do curso de Psicologia da Unoesc, professor Álvaro Cielo Mahl.

1) Qual a importância do teste vocacional na hora de escolher um curso de graduação?

O teste vocacional permitirá ao aluno dirimir eventuais dúvidas que ainda restam e pode ser um instrumento útil para que ele confirme uma escolha já idealizada.

2) Quais perguntas o estudante precisa responder em um teste vocacional?O que é analisado em um teste vocacional?

Via de regra, os instrumentos versam sobre atividades e ações vinculadas a diversas áreas de conhecimento e, a partir do indicativo dessas respostas, direciona-se para um campo de profissões em detrimento de outros.

3) O bom resultado de um teste vocacional está nas mãos do estudante, que precisa responder de forma sincera os questionamentos?

Com certeza, as respostas devem atrelar-se ao que de fato o aluno gosta ou não gosta de fazer, pois o resultado se dará a partir dessa análise.

4) Qual a importância de fazer o teste vocacional com um profissional qualificado?

Um profissional psicólogo trabalhará com testes validados e cientificamente reconhecidos. Ademais, o psicólogo responsável trabalhará com informações adicionais sobre a pessoa para auxiliar no entendimento do próprio resultado do teste, bem como orientar e esclarecer sobre seus resultados. Apenas o teste, de modo isolado, não é recomendável, pois precisa-se colocar o resultado de um teste e contextualizá-lo dentro de um curso de vida que é diferente para cada pessoa.

5) Como o psicólogo pode ajudar o estudante a lidar com a pressão que ele vive dentro de casa e com o bombardeio de informações que antecede a escolha pelo curso e o vestibular?

Fundamentalmente, o aluno deve buscar um processo de autoconhecimento, pois ele tem que saber o que gosta e o que não gosta de fazer. Será ele quem trabalhará e atuará numa determinada profissão e não os pais ou amigos (tampouco a sociedade quando se pensa na influência por status). Após esse processo de autoconhecimento, é imprescindível que o aluno busque informações sobre o universo das profissões, como saber o que faz, onde trabalha, o que estuda para se formar na área e, se possível, acompanhar a rotina de um profissional da área de seu interesse.

Deixe seu comentário pelo Facebook