5 motivos para você fazer o Mestrado em Sanidade e Produção Animal Aplicadas a Pequenas Propriedades

5 motivos para você fazer o Mestrado em Sanidade e Produção Animal Aplicadas a Pequenas Propriedades

 

A Unoesc Xanxerê oferece, a partir de 2017, seu primeiro Mestrado: Sanidade e Produção Animal Aplicadas a Pequenas Propriedades. O curso, Mestrado Acadêmico pioneiro em Medicina Veterinária da região Oeste de Santa Catarina, vai oferecer uma oportunidade ímpar de atualização para muitos profissionais.

Abaixo, cinco motivos, elencados pelo coordenador do curso, professor Alexandre Alberto Tonin, para você fazer o Mestrado e entender a importância desta formação para o seu currículo.

Leia mais

De acadêmica a professora da Unoesc, Eliandra fala sobre sua profissão de bióloga e pesquisadora

De acadêmica a professora da Unoesc, Eliandra fala sobre sua profissão de bióloga e pesquisadora

 

A professora, doutora Eliandra Mirlei Rossi, iniciou, em 2001, o curso de Ciências Biológicas na Unoesc São Miguel do Oeste. O gosto pelas pesquisas iniciou ainda na graduação, quando começou a trabalhar nos laboratórios da universidade como estagiária. Em 2006, iniciou a carreira como docente. Doutora em Microbiologia Agrícola e do Meio Ambiente, Eliandra desenvolve pesquisas sobre diversos assuntos como microbiologia médica, microbiologia de alimentos e ambiental.

No final de 2015, a professora recebeu o prêmio do International Committee on Food Microbiology and Hygiene – ICFMH (Comitê Internacional de Microbiologia de Alimentos e Higiene), com a pesquisa “Biossurfactante produzido pelo patógeno alimentar Salmonella Enteritidis SE86 aumenta a aderência e resistência  do microrganismo em folhas de alface”. Confira a entrevista, abaixo, com a professora Eliandra Mirlei Rossi.

Leia mais

Faz Direito? Amplie seu conhecimento e boa leitura!

Faz Direito? Amplie seu conhecimento e boa leitura!

 

Você é estudante de Direito? Provavelmente tem muito o que ler. Que tal diversificar? Fizemos a seleção de alguns títulos, que embora não sejam livros específicos da área, são obras com histórias envolvendo o universo jurídico, e que por sua vez, além de entreter, irão ampliar seus horizontes e seus conhecimentos. Você encontrará estas e outras obras na Biblioteca Universitária da Unoesc. Boa leitura!

 

Carcereiros – Drauzio Varela

Esta obra procura contar histórias de funcionários de prisões. Drauzio Varella acompanhou a vida destes trabalhadores e busca expor de dentro o funcionamento dos presídios brasileiros. Apresenta, assim, uma rebelião pelos olhos de quem tenta contê-la. A descoberta de que um colega está do lado dos bandidos. Um momento de solidariedade, outro de egoísmo. Um ato heroico e outro de covardia. Pretende apresentar desta forma o cotidiano dos carcereiros.

 

Carcereiros - Drauzio Varela

 

Estação Carandiru – Drauzio Varela

Dentro de suas paredes grossas, a posse de um maço de cigarros pode significar a diferença entre permanecer vivo ou morrer. Com uma população de mais de 7.200 presos e a dez minutos do centro da cidade, a Casa de Detenção de São Paulo, ou simplesmente o presídio do Carandiru, constitui um universo singular e quase desconhecido. Seus habitantes obedecem às normas de conduta da instituição e submetem-se, queiram ou não, a um rígido e implacável código penal próprio. Lá, homens como Mário Cachorro, Sem-Chance, Jeremias, seu Luís e Filósofo passam o dia soltos e são trancados nas celas à noite. Estação Carandiru é o relato de dez anos de convivência do médico Dráuzio Varella com os ocupantes da Casa de detenção. Médico cancerologista, iniciou um trabalho voluntário de prevenção à AIDS no Presídio em 1989.

 

Estação Carandiru - Drauzio Varela

 

Declarando-se culpado – Scott Turow

Mack Malloy, ex-policial que tenta deixar o alcoolismo e sócio do escritório de advocacia Gage & Griswell, no condado de Kindle, se depara com uma inesperada situação: um outro sócio do mesmo escritório desapareceu misteriosamente e levou 5 milhões de dólares de um cliente. Na arriscada tarefa de encontrá-lo, será preciso mergulhar em um mundo obscuro de corrupção e mistério. Scott Turow nos conduz em uma narrativa irresistível, em que fraude, mentira, vingança, roubo, paixão e assassinato andam lado a lado perigosamente.

 

Declarando-se culpado - Scott Turow

 

O ônus da prova – Scott Turow

Ao chegar de uma viagem de negócios, o advogado Alejandro “Sandy” Stern se depara com a esposa morta na garagem. Atordoado, não consegue encontrar motivos para o suicídio de Clara. A única pista é um simples bilhete: “Pode me perdoar?”.
O ônus da prova é um emocionante thriller psicológico, tendo como protagonista o advogado de defesa acima de qualquer suspeita. Desta vez, a investigação leva o leitor a devorar as páginas não para saber a identidade do assassino, mas para descobrir por que uma mulher aparentemente equilibrada e com uma vida aparentemente perfeita resolve se matar. Neste segundo romance, Turow volta a produzir uma narrativa densa, que discute os meandros dos tribunais norte-americanos e expõe as falhas da lei.

 

O ônus da prova - Scott Turow

 

Crime e castigo – Fiódor Dostoiévski

Um dos romances mais importantes, mais lidos e festejados da literatura, ‘Crime e castigo’ (publicado originalmente em 1866) conta a história de um crime e suas consequências. Trata-se de um enredo de suspense e de grande tensão, de uma profundidade psicológica única, passado na turbulenta Rússia do século XIX.
Raskólhnikov é um jovem pobre, ex-estudante da universidade, que vive nos bairros marginais de São Petersburgo. Dono de uma mente febril – como todos os grandes personagens de Dostoiévski (1821-1881) –, convence a si próprio que, devido à sua extrema miséria, está isento de qualquer lei moral. Porém, quando resolve colocar a teoria à prova, as coisas não saem como o esperado, e ele sofre miseravelmente. Crime e castigo, parece dizer o romance, são duas faces da mesma moeda, duas realidades indissociáveis que brotam da mesma semente.

 

Crime e castigo - Fiódor Dostoiévski

 

O sol é para todos – Harper Lee

Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça. ‘O Sol é Para Todos’, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações.

 

O sol é para todos - Harper Lee

 

O processo – Franz Kafka

Alguém certamente havia caluniado Josef K., pois em uma manhã ele foi detido sem ter feito mal algum. Assim começa um dos maiores romances do século XX. E começa também o drama do protagonista de ‘O Processo’, que luta do começo ao fim para descobrir do que é acusado, quem o acusa e com base em que lei. Josef K. sempre confrontará a impossibilidade de escolher um caminho que lhe pareça sensato ou lógico, pois o processo de que é vítima segue leis próprias, as leis do arbítrio. O labirinto exemplarmente ‘kafkiano’ do qual Josef K. tentará se desvencilhar traduz um sentimento que nos diz muito: o de que a razão pode pouco contra a banalidade da violência irracional.

 

O processo - Franz Kafka

 

O Inocente – John Grisham

O autor de thrillers mais lido de todos os tempos relata casos de prisão perpétua e pena de morte, com riqueza de detalhes, uma das grandes marcas do seu estilo.

 

O Inocente - John Grisham

 

Os sofrimentos do jovem Werther – Goethe

O livro ‘Os sofrimentos do jovem Werther’ é definido como um marco na literatura alemã e mundial. Escrito em 1774, foi uma das obras que mais influenciaram os jovens do período. Marcada por uma narração densa, lírica e essencialmente psicológica, a personagem atormentada de Werther tornou-se um modelo de herói pré-romântico. A obra narra a paixão devastadora de Werther pela bela Lotte, com tom confessional e intimista, por meio de cartas, a história é comovente.

 

Os sofrimentos do jovem Werther - Goethe

 

A arte da guerra – Sun Tzu

O maior tratado de guerra de todos os tempos em sua versão completa em português. ‘A arte da guerra’ é sem dúvida a bíblia da estratégia, sendo hoje utilizada amplamente no mundo dos negócios, conquistando pessoas e mercados. Não nos surpreende vê-la citada em filmes como Wall Street (Oliver Stone, 1990) e constantemente aplicada para solucionar os mais recentes conflitos do nosso dia a dia. Conheça um dos maiores ícones da estratégia dos últimos 2500 anos.

 

A arte da guerra - Sun Tzu

 

Primeira audiência, relação advogado e cliente e como montar um escritório de advocacia são os assuntos da entrevista com o advogado Clóvis Dal Cortivo

Primeira audiência, relação advogado e cliente e como montar um escritório de advocacia são os assuntos da entrevista com o advogado Clóvis Dal Cortivo

 

O Blog da Unoesc conversou com o advogado Clóvis Dal Cortivo. Na Unoesc, ele se formou em Direito, no ano de 1992, e fez especialização em Direito Processual Civil, além de diversos cursos através da Escola Superior de Advocacia. Durante a entrevista, ele compartilhou toda a sua experiência nesses 23 anos de profissão.

 

1) Quais as dificuldades que um advogado enfrenta para se inserir no mercado de trabalho?

Entendo que como todas as profissões, salvo algumas exceções, a maior dificuldade é no início, até se tornar conhecido e formar uma clientela. Quando me formei, em agosto de 1992, eu ainda era funcionário de um banco privado que, na semana seguinte a da formatura, me transferiu para Balneário Camboriú. Lá permaneci até abril de 1993, quando solicitei meu desligamento para retornar à Joaçaba e passar a atuar na advocacia. Na época, havia em Joaçaba advogados que já atuavam há bastante tempo e tinham um nome forte e consolidado no mercado, o que gerava dificuldade para inserção de novos profissionais.

Iniciei fazendo advocacia geral. Na época não haviam defensores públicos no Estado de Santa Catarina, então, a defesa das pessoas desprovidas de condições financeiras para arcar com as custas de um processo era realizada por advogados dativos, ou seja, por aqueles advogados que haviam se disponibilizado junto ao poder judiciário para atuar nos processos em que fossem nomeados pelos juízes. Nesses casos, o trabalho geralmente era prestado de forma gratuita, pois, eram raras às vezes que o Estado de Santa Catarina cumpria a sua obrigação e remunerava os profissionais da advocacia que atuavam nessa condição.

Mas, foi um trabalho que rendeu bastante experiência e me possibilitou atuar com mais segurança. Além disso, como a publicidade na advocacia possui restrições impostas pelo Código de Ética, passei a fazer visitas a pessoas que conhecia em razão da atividade que exercia anteriormente, divulgando, assim, a minha atividade como advogado. Aos poucos, os clientes foram surgindo, os serviços se multiplicando, até conseguir me estabelecer no mercado.

 

2) Que dicas você daria para quem quer montar um escritório de advocacia?

O primeiro passo é se preparar bem. Se dedicar muito aos estudos, aproveitar ao máximo a base que a universidade proporciona, e, se possível, ir definindo durante o curso a área que pretende atuar, o local, e qual a estrutura que pretende montar para iniciar a atividade.

 

3) Como deve ser o comportamento de um advogado para que ele seja respeitado?

A relação entre advogado e cliente é de confiança. O cliente deve estar sempre bem informado sobre seus direitos e riscos que uma ação envolve. O advogado não pode, jamais, ser um “vendedor de ilusões”, o cliente precisa saber quais as probabilidades de vencer e de perder determinada demanda. Se o cliente estiver desde o início ciente de seus direitos e dos riscos que ele corre em determinada relação jurídica, na medida em que esses direitos e esses riscos vão se concretizando, ele percebe que foi bem orientado, passa a ter confiança e respeito pelo profissional da advocacia.

 

4) Que dicas você daria para ajudar os advogados que farão sua primeira audiência?

Antes de mais nada, estudar o processo e saber exatamente o que está se questionando e o que vai ser tratado na audiência. Se é de conciliação, debater com o cliente sobre os riscos e possibilidades de acordo. Se não há possibilidade de acordo e a audiência tem outra finalidade, como, por exemplo, ouvir testemunhas, verificar quais os pontos controvertidos e de preferência já levar prontas as perguntas que pretende fazer para as testemunhas. Se existem preliminares que possam ser analisadas pelo juiz, fazer um estudo sobre a viabilidade ou não de acolher eventual decisão proferida em audiência. Se houver esse preparo, o nervosismo natural na primeira audiência, desaparece em poucos minutos.

 

BLOG ADVOGADO 2 JBA 0916

Clóvis Dal Cortivo

 

Marta Verônica Buss, mestre em Ciência e Biotecnologia, conta como foi sua trajetória e o que pensa do seu futuro profissional

Marta Verônica Buss, mestre em Ciência e Biotecnologia, conta como foi sua trajetória e o que pensa do seu futuro profissional

 

O ramo da Ciência e Biotecnologia vem crescendo largamente e começa a ser visto de forma diferente por quem pretende ascender profissionalmente. O mercado profissional​, ​ quer seja na docência ou na indústria​, est​á ​em expansão e abrindo espaços para boas colocações, com salários bastante atrativos. A Unoesc mantém no campus de Videira o curso de graduação em Biotecnologia Industrial e o Mestrado em Ciência e Biotecnologia, possibilitando a profissionalização para muita gente que est​á​ ​à​ procura ​de novas oportunidades de trabalho.

A mestre​ em Ciência e Biotecnologia​, ​ Marta Verônica Buss​, ​é um exemplo de luta e persistência. Também graduada pela Unoesc Videira, buscou no mestrado novos conhecimentos e hoje atua como docente na universidade e já pensa em cursar doutorado. Numa entrevista ao Blog​, conta como foi sua trajetória e o que pensa do seu futuro profissional. Acompanhe!

 

MARTA BUSS 3 VDA 1116

 

1) Por​ ​que você escolheu o Mestrado em Ciência e Biotecnologia?

Escolhi cursar o mestrado em Ciência e Biotecnologia após ter recebido o convite da professora doutora Estela de Oliveira Nunes, que fez a divulgação do mestrado em sala de aula, já na minha graduação. Na ocasião​, ela esclareceu sobre os pré-requisitos para ingressar ​n​o programa e informou sobre as possibilidades de bolsas de estudos em projetos de parceria da Unoesc com o CIBiogás, da ITAIP​U​. Além disso, como o programa é realizado na cidade onde eu moro, isso facilitou a tomada de decisão para a realização do mesmo​, ​por não ter custo de deslocamento e hospedagem.

2) Como você avalia o mestrado? Atendeu suas expectativas?

O curso é muito bom​ e​ superou as minhas expectativas em relação à qualificação dos docentes, que fazem parte do programa, bem como à estrutura dos laboratórios, que juntos me auxiliaram na elaboração da pesquisa.

3)  O mestrado lhe abriu portas?

Com certeza, abriu muitas portas e novas possibilidades, pois antes de ingressar ​no ​mestrado​, eu estava trabalhando na área ambiental de uma agroindústria​, ​desempenhando a função de operadora de Estação de Tratamento de Afluentes e Efluentes, e como cursava a 9ª fase de Engenharia Sanitária e Ambiental​, ​​já na finalização desta minha segunda graduação, na empresa que estava não ​teria perspectivas de crescimento profissional.

Após seis meses​​ no mestrado​, ​eu já estava lecionando a minha primeira disciplina na graduação em regime emergencial​. Essa experiência inicial foi muito proveitosa e ajudou para a definição da minha carreira profissional. Além disso, conheci pessoas incríveis, inúmeros pesquisadores e professores que auxiliaram a realização da minha pesquisa e, com certeza​, ​ todos contribuíram para o meu aprendizado profissional e pessoal.

4)  O seu local de trabalho atualmente est​á​ relacionado à área?

Sim, atualmente sou professora em tempo integral do curso de Engenharia Sanitária e Ambiental da Unoesc Videira. Ministro componentes curriculares nos cursos de graduação de Engenharia de Alimentos, Engenharia Sanitária e Ambiental, Arquitetura e Urbanismo ​ e​ Biotecnologia Industrial. Estou realizando pesquisas na área da Biotecnologia Ambiental e orientando alguns acadêmicos em trabalhos de conclusão de curso sobre a mesma temática.

5) Você recomendaria o mestrado de Ciência e Biotecnologia para outras pessoas?

Recomendo muito. Porque, assim como mudou a minha vida​, ​o mesmo pode transformar e melhorar a vida de outras pessoas. ​O​ conhecimento é a melhor arma para se usar nestes tempos de crise. Eu vejo em cada problema que surge​, ​uma oportunidade, de pesquisa e estudo para solucioná-lo e​, ​desta forma​, ​a construção de um novo conhecimento.

6) Você pretende seguir sua formação em nível de doutorado em alguma área da Biotecnologia?

Sim, pretendo fazer o doutorado em Biotecnologia Ambiental, continuando minhas pesquisas em ​bioengenharia.

 

MARTA BUSS 2 VDA 1116

Professora Marta Verônica Buss

5 motivos para você fazer mestrado em Ciência e Biotecnologia

5 motivos para você fazer mestrado em Ciência e Biotecnologia

 

Você já ouviu falar do Mestrado em Ciência e Biotecnologia da Unoesc? E da importância desse curso para o mercado de trabalho? Quem tem essa formação acadêmica, tem mais chances não só de conseguir uma boa vaga, mas também de se manter no emprego, subir de cargo e ampliar ainda mais a sua gama de conhecimentos. Dessa forma, vamos listar cinco motivos para você começar o mestrado e entender a importância dessa formação para o seu currículo.

 

1) Crescimento profissional

O mestrado é uma oportunidade para se aprofundar em uma área com a qual você se identifica. Ele também é responsável por fazer com que a sua visão de mundo seja ampliada. Você adquire novas experiências, tem contato com diversos profissionais e convive com outras realidades, que talvez não tivesse acesso antes de ingressar no mestrado. Além disso, ele permite que a construção do seu currículo seja mais específica e que você tenha as qualificações necessárias para desempenhar sua função dentro de qualquer empresa.

2) Atuação em oito áreas de estudo

O Programa de Mestrado em Ciência e Biotecnologia abrange oito áreas de estudo: Bionegócios, Empreendedorismo, Inovação na Agroindústria, Ciências Biológicas, Ciências Farmacêuticas, Ciência dos Alimentos, Ciências Ambientais, Ensino de Ciências e suas Tecnologias. O Programa possibilita que profissionais das mais diferentes áreas do conhecimento possam ter a oportunidade de se tornarem mestres com competência teórica e prática para a atuação em organizações públicas e/ou privadas.

3) Oportunidade de realizar intercâmbio

Além de participar de palestras por webconferência, os alunos do Mestrado em Ciência e Biotecnologia podem realizar intercâmbio no Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA), na sede La Consulta, em Mendonza, na Argentina. A parceria com a Unoesc corresponde às áreas de Vitivinicultura e Agronomia, com ênfase em extensão e desenvolvimento rural, para prática supervisionada e observatória. Também é possível realizar intercâmbio em universidades europeias, como, por exemplo, a Universidade do Porto, em Portugal e a Universidade de Murcia, na Espanha.

4) Apoio técnico científico de grandes empresas e de outras Instituições de Ensino Superior

O mestrado em Ciência e Biotecnologia possui o apoio técnico cientifico de 11 empresas brasileiras. Essa parceria permite que os alunos desenvolvam seus projetos de pesquisas de mestrado ou conheçam melhor a gestão e o sistema produtivo dessas empresas, por meio de visitas técnicas. As empresas vinculadas ao Programa, são: Bioplus – Desenvolvimento Biotecnológico, BRF Brasil, Ecológica, Videplast, Tirol, Coopervil, O Boticário, Epagri, Terranálises, Fischer, Master e Senai-SC. Outras Instituições de Ensino Superior (IES) no Brasil e no exterior também são parceiras da Unoesc, por meio de docentes vinculados aos grupos de pesquisa do mestrado, que atuam na co-orientação de projetos de dissertação dos alunos.

5) Público-alvo abrangente

O Programa abrange, principalmente, 15 áreas do conhecimento: Administração, Agronomia, Biotecnologia Industrial, Ciências Biológicas, Economia, Engenharia de Alimentos, Engenharia Sanitária e Ambiental, Engenharia Bioenergética, Engenharia Florestal, Engenharia Química, Farmácia, Medicina Veterinária, Nutrição e Pedagogia.

 

MESTRADO CIENCIA E BIOTEC 1 JBA 1116

 

Esses são apenas alguns diferenciais do Mestrado em Ciência e Biotecnologia para a sua carreira profissional. Se você gostou do nosso conteúdo e quer ter mais dicas como essas, acesse o Blog da Unoesc!

Diplomada da Unoesc conta como é seu dia a dia como delegada

Diplomada da Unoesc conta como é seu dia a dia como delegada

 

A delegada da Polícia Civil, Joelma Alberton Stang, graduou-se em Direito em 2003, pela Unoesc São Miguel do Oeste. Após a graduação, Joelma fez o curso de especialização em Direito Civil e Processo Civil e o curso de pós-graduação em Ciências Criminais. Atualmente, ela atua na Delegacia da Comarca de São Miguel do Oeste e nas Delegacias da Comarca de São José do Cedro. Na entrevista a seguir, a delegada relata como foi aprovada no concurso público e como é seu dia a dia como delegada.

Leia mais

5 motivos para cursar Informática

5 motivos para cursar Informática

 

A tecnologia está presente constantemente em nosso dia a dia, por isso ter conhecimentos em informática é fundamental. Além disso, o acesso da população à internet é cada vez maior, demonstrando que cursar Informática pode ser uma escolha promissora. Conheça cinco bons motivos para optar por essa carreira.

Leia mais

5 dicas para ter sucesso em seu intercâmbio

5 dicas para ter sucesso em seu intercâmbio

 

A professora Irene e Sá Affolter, coordenadora da Mobilidade Acadêmica da Unoesc Xanxerê, fala com paixão de suas viagens internacionais. Formada em Letras/Inglês, desde que é responsável pelo setor (2008), ela já visitou mais de 20 países, sendo o último a China, onde cursou especialização em Relações Internacionais (em julho deste ano), na Beijing Normal University (BNU). Entusiasta do intercâmbio, a professora faz algumas recomendações para quem pretende realizar uma experiência no exterior.

Leia mais

Gislaine Luvizão comenta sobre a carreira de professor e o mercado de trabalho do engenheiro civil

Gislaine Luvizão comenta sobre a carreira de professor e o mercado de trabalho do engenheiro civil

 

Nesta semana, o Blog da Unoesc entrevista a professora do curso de Engenharia Civil da Unoesc Joaçaba, Gislaine Luvizão. Ela fala sobre a atuação do engenheiro civil no mercado de trabalho e explica por que seguiu a carreira de professor.

Leia mais